17/05/2019 as 07:38

ARTIGOS

EDITORIAL: Aguardando a reforma

A aprovação da reforma da Previdência fará com que os recursos sejam desbloqueados do orçamento.


Na avaliação do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, as manifestações contra o contingenciamento de verbas na educação foram algo pontual e não devem desencadear uma onda de protestos no país. Ele afirmou anteontem entender que as manifestações fazem parte da democracia e disse acreditar que a aprovação da reforma da Previdência fará com que os recursos sejam desbloqueados do orçamento.


A Nova Previdência, que deverá ser aprovada no Congresso até o final de julho ou no início de agosto, vai mudar as expectativas econômicas, os recursos vão voltar para as universidades e outras áreas do governo que estão com recursos contingenciados.


O vice, que se encontrava ontem no exercício da Presidência, voltou a afirmar que o governo não soube comunicar o bloqueio no orçamento, por se tratar de uma prática comum em todas as gestões.


Há um processo de desinformação nessa história toda. Contingenciamento de recursos houve ao longo de todos esses períodos e a comunicação do governo deveria ter mostrado o quanto ocorreu em anos anteriores, conforme Hamilton Mourão.


O vice-presidente ressaltou ainda que os protestos são uma forma legítima da sociedade se expressar, mas repetiu a crítica de que houve “exploração política” dos atos. A presença da campanha Lula Livre chamou a atenção dos governistas. Mas o ato foi consequência de “mancadas” em falações de auxiliares diretos e do próprio Jair Bolsonaro.


O fato concreto foi a grande mobilização em todos os Estados e que agora motiva reações do governo, com a retirada de poderes das mãos dos reitores das universidades federais no trato das nomeações de pró-reitores e diretores das Instituições Federais de Ensino Superior.