09/04/2019 as 07:48

REFORMA

Fábio diz que MDB não fechou questão em relação à Previdência

Deputado aguarda a tramitação do texto na CCJ para apresentar algumas emendas


Quer voltar
O conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE), Flávio Conceição, ingressou ontem na Justiça com uma ação visando anular a sua aposentadoria. Após o arquivamento do processo gerado pela Operação Navalha, o advogado Fabiano Feitosa tentará agora anular a aposentadoria compulsória de Flávio. A vaga aberta com a saída de Flávio foi ocupada por Clóvis Barbosa.

Unidos
O deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) disse à coluna que politicamente trabalha hoje em duas frentes: fortalecer a sua sigla em Sergipe e manter o agrupamento unido.

Reforma 1

Em conversa com o Periscópio, o deputado federal Fábio Reis (MDB) informou que o seu partido ainda não fechou questão em relação à reforma da Previdência. Fábio avalia que o país precisa de uma reforma no setor, mas que não dá para tirar direitos dos trabalhadores rurais e votar contra as mudanças no BPC, por exemplo.

Reforma 2
Fábio Reis defende ainda que a reforma incluindo militares e professores seja feita pelos Estados – e diz que vai aguardar a tramitação do texto na CCJ para apresentar algumas emendas.

MDB
E falando em Fábio Reis, tudo indica que ele deve mesmo ser o novo presidente do MDB em Sergipe. A convenção acontecerá no próximo dia 26 e parece que seu nome será o escolhido. Questionado pela coluna sobre os demais nomes que podem estar ao seu lado na direção da sigla, Reis diz que está dialogando e construindo com os segmentos do partido. Fábio tem se mostrado articulado e habilidoso, dialogando com a velha guarda e outros setores importantes do MDB.

Diploma
O deputado federal Fábio Henrique (PDT) conversou com a diretoria do Sindicato dos Jornalistas de Sergipe (Sindjor/SE) sobre a PEC 206, que institui a obrigatoriedade do diploma para a categoria. Essa PEC já foi aprovada em dois turnos no Senado e também no Conselho de Comunicação. “Conversarei com o presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia, para que coloquemos essa PEC em pauta para votação”, assegurou FH.

TRE
A emissão da certidão de quitação eleitoral é gratuita. O TRE-SE alerta que estão circulando anúncios na internet que emitem o documento mediante o pagamento de taxas. Esses sites não são reconhecidos pela Justiça Eleitoral e podem induzir os eleitores ao pagamento por um serviço que é público e sem custo se feito diretamente nos portais da Justiça Eleitoral.

Desserviço 1
A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) considera um retrocesso o fim das cotas de mulheres na política e diz que o projeto de lei apresentado pelo senador Ângelo Coronel, que disciplina essa matéria, presta um desserviço à mulher brasileira, em sua busca por maior representatividade.

Desserviço 2
“Tivemos mais de uma década de trabalho para assegurar essas pequenas conquistas e será inadmissível retrocedermos agora, quando deveríamos estar corrigindo os erros das eleições de 2018 para avançarmos ainda mais”, argumentou.

Derrota
O projeto que acaba com o percentual obrigatório de candidaturas femininas se encontra na CCJ do Senado e recebeu sua primeira derrota na semana passada, com o parecer contrário dado pelo relator, senador Fabiano Contarato. Ausente por motivos de saúde, o senador Ângelo Coronel pediu adiamento da discussão para a próxima semana. “O projeto é um absurdo e não passará”, vaticinou Maria do Carmo.

Dívidas 1
A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), realizada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC) mensalmente, apresentou os números do mês de março, que foram analisados pela Fecomércio Sergipe. A conclusão foi de que há estabilidade no número de famílias em condição de endividamento em Aracaju. O percentual de famílias endividadas na capital sergipana atingiu o nível de 60,3%, apresentando redução de 0,7% em relação ao mês de fevereiro, o que caracteriza estabilidade.

Dívidas 2
Em números absolutos, o total de famílias endividadas em Aracaju é de 118.709 em março deste ano. Consideram-se dívidas compromissos contraídos com prazo determinado para pagamento, como cartões de crédito, financiamentos ou carnês, por exemplo. O número de famílias aracajuanas que se encontra com algum tipo de conta atrasada é de 51.750, no mês de fevereiro. Já as famílias que não terão condições de pagar suas contas, consideradas em situação de inadimplência, atingiu o percentual de 11,6%, um total de 22.011.

Marcha 1
Desde ontem prefeitos e prefeitas de todo o país estarão reunidos na XXII Marcha dos Municípios, que acontece de hoje até o dia 11, em Brasília. O encontro é uma mobilização democrática realizada anualmente desde 1998 pela Confederação Nacional dos Municípios e tornou-se o maior evento político do Brasil.

Marcha 2
De Sergipe, mais da metade dos gestores confirmaram presença. Além dos prefeitos, a Marcha reúne secretários municipais, vereadores, senadores, governadores, parlamentares estaduais e federais, ministros e o presidente da República, Jair Bolsonaro, que participará da abertura oficial do evento, às 9h.