11/08/2017 às 10h41 - Política

Kitty Lima discute sobre a circulação de carroças com SEMA e Smtt

De acordo com o superintendente da SMTT, Aristóteles Fernandes, na semana passada foi nomeada uma comissão que irá trabalhar especificamente no recadastramento dos carroceiros

A situação das carroças e dos carroceiros tem sido pauta recorrente da vereadora Kitty Lima (REDE) com a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA). No último encontro com representantes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Sema) e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), Kitty cobrou o recadastramento dos veículos de tração animal e de seus proprietários.

 

Foto: Assessoria Parlamentar

 

“Nos reunimos agora para traçar planos de ação para acabar de vez com a circulação das carroças de tração animal em Aracaju, uma vez que a população já não suporta mais essa situação não apenas por conta dos maus-tratos contra os animais usados nesse tipo de transporte, mas também por conta dos problemas que as carroças causam na mobilidade urbana, atrapalhando principalmente o trânsito dos automóveis nas ruas e avenidas da capital”, explicou a vereadora.

 

Kitty pontuou ainda outros problemas oriundos da falta de fiscalização da circulação das carroças. “Existe a sujeira que é feita pelos cavalos e o descarte irregular de resíduos sólidos, principalmente os oriundos da construção civil”, disse.

 

Segundo o secretário do Meio Ambiente, César Viana, o objetivo neste momento é saber em que região de Aracaju se concentra os carroceiros e quantos são, para que em seguida, possa ser feita a fiscalização pela SMTT. “O primeiro passo que a Prefeitura dará será o recadastramento desses condutores, para que assim a gente possa traçar um plano para melhorar a situação dessas pessoas”, relatou o secretário.

 

“Após o cadastro, o próximo passo será a convocação de todos os carroceiros para a fiscalização das carroças e das condições de saúde dos animais. Nos casos onde os maus-tratos contra os animais forem constatados, eles serão recolhidos ao curral municipal. Dessa forma saberemos também o tipo de atividade que cada um deles exerce como carroceiro”, completou Kitty.

 

De acordo com o superintendente da SMTT, Aristóteles Fernandes, na semana passada foi nomeada uma comissão que irá trabalhar especificamente no recadastramento dos carroceiros.

 

“Nós vamos sentar e traçar algumas ideias, iremos iniciar o recadastramento em áreas que sabemos que há um índice muito alto de carroceiros, que são os bairros Santa Maria e 17 de Março. Nossas equipes irão até lá”, informou Fernandes.

 

“Esse encontro com representantes da SMTT e da Sema foi bastante proveitoso porque saímos dele com algumas metas já traçadas. Com fé em Deus, em breve, teremos ainda a aprovação de dois projetos de lei de minha autoria já protocolados na Câmara. Um deles proíbe o transporte de resíduos sólidos da construção civil pelas carroças, e o outro é o fim gradativo das carroças. Esse último, vale a pena deixar bem claro, prevê a oferta de cursos profissionalizantes aos carroceiros para que eles possam ter mais dignidade em outras áreas profissionais, ou quem, sabe a oferta de ‘cavalos de lata’, tirando os animais de situações de risco”, explicou Kitty.

 

Fonte: Assessoria Parlamentar

Comentários

comments powered by Disqus