21/05/2019 as 07:55

SERGIPE

PT pode ter chapa única na sua eleição interna

O presidente do PT acredita que a união das forças internamente vai preparar melhor a sigla para fazer as alianças necessárias.


PT pode ter chapa única na sua eleição internaFoto: Agência Câmara

João Daniel, deputado federal e presidente do diretório estadual do PT, afirmou que a eleição interna da sigla deverá ocorrer no dia 8 de setembro. Porém, o partido, nesse momento, está discutindo e acompanhando todo o empenho à conjuntura e mobilizações nacionais. Dessa maneira, a sigla não vem pensando no pleito municipal do próximo ano.


Para o JORNA DA CIDADE, João Daniel contou que internamente o PT está com uma campanha aberta de filiação com preparação para eleição interna. Sobre as chapas para disputar o comando do partido, o presidente revelou que vem trabalhando a ideia de composição geral. “Eu e o senador Rogério Carvalho trabalhamos para uma composição de chapa única, mas respeitando todas as condições de quem quiser disputar”, disse.


De acordo João Daniel, que vai pleitear pela permanência na presidência do partido, a questão da chapa única será discutida com todo mundo. “Pela possibilidade de uma composição contemplar todas as forças internas para preparar o nosso partido para o novo momento conjuntural brasileiro” acrescentou.


O presidente do PT acredita que a união das forças internamente vai preparar melhor a sigla para fazer as alianças necessárias. “Um partido preparado para as eleições. Estamos incentivando várias atividades e nos envolvendo também para dar uma vida ao PT”, frisou.

Eleição municipal
Sobre o pleito municipal, o PT ainda não tem nada definido e só será discutido em setembro. “Só discutiremos isso após a eleição do PT. Inclusive, eu acho que não deve nesse momento entrar no assunto das eleições municipais porque nós estamos vivendo um momento especial no Brasil. Devemos dar prioridade na pauta nacional, sem entrar nos problemas locais. Se vai ou não apoiar Edvaldo Nogueira (PCdoB) é um outro assunto lá para frente. O tema não deve ser de agora”, finalizou.