27/11/2018 as 17:04

EM SERGIPE

Mais de 80% dos pacientes oncológicos do Huse concluíram tratamento

Em outubro, 3.239 consultas foram realizadas no ambulatório de oncologia.


Mais de 80% dos pacientes oncológicos do Huse concluíram tratamentoFoto: Ascom/Saúde

No dia em que é comemorado o Dia Nacional de Combate ao Câncer, 27 de novembro, as estatísticas do Centro de Oncologia do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse) revela um dado significativo: de janeiro a outubro deste ano, o setor de radioterapia registrou 630 pacientes que iniciaram o tratamento, desse total, 511 já concluíram o tratamento, o que representa 81%. Somente no mês de outubro, 3.239 consultas foram realizadas no ambulatório de oncologia.

O terceiro turno da radioterapia que foi aberto em outubro para absorver os pacientes oncológicos assistidos pelo Hospital de Cirurgia já disponibilizou 40 vagas para esses pacientes que estão concluindo o tratamento. De acordo com a física médica do Huse, Katiúcia Bomfim, os serviços estão a todo vapor e funcionando perfeitamente.

“Estamos com dois equipamentos de acelerador linear e que estão tratando os pacientes muito bem e sem atrasos. Por esse motivo, conseguimos abrir o terceiro turno para os pacientes que estavam com tratamento atrasado no Hospital de Cirurgia por causa do equipamento quebrado. Eles já estão concluindo o tratamento e o terceiro turno continuará funcionando para atender e agilizar os pacientes do Huse também. Isso é maravilhoso para o paciente que tem suas sessões dentro do prazo estabelecido pelo médico”, explicou.

O tratamento de braquiterapia já foi realizado em 37 pacientes de janeiro a outubro deste ano, totalizando 148 sessões. A braquiterapia é uma técnica complementar para os casos em que a cirurgia de câncer de útero não é uma opção. O método consiste na aplicação de um feixe de radiação diretamente na área com células cancerígenas. A cura é alcançada em cerca de metade dos casos.

A professora Elda Maia, 47, aguardava o tratamento de braquiterapia da mãe e ressaltou estar satisfeita com o resultado. “Ela já vem apresentando melhoras significativas de acordo com a médica que avalia ela. Graças a Deus o tratamento está certinho e sem interrupção. Isso é importante para aumentar as chances de cura e eu creio em Deus que minha mãe sairá dessa”, afirmou a professora.

Nos setores de quimioterapia adulto e infantil já foram registrados de janeiro a setembro, 13.234 sessões de quimioterapia. Desse total, 12.325 foram sessões de quimioterapia adulto e 909 foram sessões de quimioterapia infantil.

Fonte: SES